Como BI e análise de crédito podem trabalhar juntos para melhorar a eficiência de sua operação
06/07/2017
Algar Tech

Como BI e análise de crédito podem trabalhar juntos para melhorar a eficiência de sua operação

Na chamada era da informação, conseguir transformar de forma inteligente a quantidade imensa de dados gerados diariamente em insights para os negócios tem sido um dos maiores desafios enfrentados pelas grandes empresas. Quanto maior é a capacidade de uma organização  analisar os dados que fazem parte do seu universo de atuação, como mercado, concorrência, satisfação do cliente, desempenho dos produtos e serviços, por exemplo, maiores são as chances de conseguir colocar em prática uma estratégia personalizada e que atenda às necessidades particulares de cada tipo de negócio.

E é justamente dentro desse cenário que o Business Intelligence (BI) surge como um forte aliado das organizações que desejam realizar um trabalho de mensuração e análise de dados a fim de planejar suas ações de forma consciente e bem fundamentada. Conhecida como inteligência de negócios, o BI é o processo que dá suporte à tomada de decisões estratégicas por meio da coleta, organização e compartilhamento de um grande volume de dados, que após uma série de análises, resultam em informações qualitativas essenciais para a gestão das empresas.

Versátil, ele pode ser aplicado em diversas frentes dos negócios, uma vez que consegue fornecer parâmetros para fins, como monitoramento de concorrência, pesquisas de marketing e experiência do cliente em relação aos produtos e serviços oferecidos até quaisquer outras demandas que necessitem de amparo técnico e informações qualificadas.

Dentro das possibilidades de uso, o Business Intelligence pode ajudar os setores financeiro e de cobrança no que diz respeito à análise e concessão de crédito aos consumidores. Porque, através de métodos analíticos preditivos, é possível detectar e reduzir fraudes, medir o risco de crédito, maximizar as oportunidades de vendas, reter clientes e otimizar campanhas promocionais.

Um dos exemplos mais difundidos de análise preditiva nesse setor é a pontuação de crédito. Usadas para avaliar a probabilidade de inadimplência de um comprador, as pontuações de crédito são geradas a partir de um número originado de um modelo preditivo que incorpora todos os dados relevantes para a capacidade de crédito que uma pessoa possui.

recuperação de crédito

Conheça a seguir de forma mais completa como funciona uma análise de crédito e como é possível tornar essa operação mais eficiente e segura com a ajuda do BI.

O processo de análise de crédito

A concessão de crédito é um mecanismo que permite ao consumidor ter acesso a um certo valor previamente solicitado e que possibilita a aquisição de bens, produtos e serviços que dificilmente poderiam ser adquiridos de outra maneira. Por se tratar de uma operação delicada e que envolve muitas variáveis, essa concessão de crédito precisa ser cuidadosamente pensada e planejada a fim de evitar possíveis problemas para as empresas que concedem esse benefício ao cliente, como inadimplência, renegociações e entraves jurídicos.

Nesse sentido, a análise de crédito tem papel fundamental para que a decisão de concessão ou não seja tomada. Porque é dela o papel de avaliar, de forma automática (baseada em políticas internas e estratégias de cada organização) ou manual (através de análises realizadas por especialistas), as informações das pessoas interessadas em adquirir crédito a partir de ponderações relacionadas ao risco de endividamento e, consequentemente, de inadimplência.

Mas para que esse tipo de análise se torne eficiente, inteligente e seguro é preciso que as empresas busquem investir em tecnologias e ferramentas que possibilitem uma pesquisa mais profunda e qualificada para a concessão do crédito responsável. Esse conceito estratégico, comumente usado no mercado, está intimamente ligado ao equilíbrio econômico, saúde financeira dos negócios e fomento do consumo.

Entre as tecnologias que podem ajudar na entrega de bons resultados de análise de crédito está o Business Intelligence (BI). Como mencionado anteriormente, por ser completamente focado na entrega de informações baseadas na estratégia da empresa, o BI pode ser um grande aliado das organizações que desejam aprimorar suas operações relacionadas a esse tipo de trabalho analítico. Conheça como é possível aliar essa tecnologia aos processos de análise de crédito e o que eles têm a ganhar com a inteligência de negócios.

BI aplicado à análise de crédito

Oferecer crédito é muito mais que simplesmente disponibilizar um valor em dinheiro ao consumidor: é  uma ação que envolve firmar um compromisso e depositar confiança em alguém que assume o compromisso de cumprir esse acordo realizado com a empresa. Como qualquer outro tipo de operação, essa concessão também compreende uma série de perigos aos quais a organização pode estar submetida. Por isso, usar de ferramentas que aprofundam a avaliação do solicitante é essencial tanto para minimizar os indicativos de riscos da operação quanto tornar os processos de análise mais ágeis.

O Business Intelligence possibilita que as empresas identifiquem, de forma muito mais rápida, situações que envolvam chances maiores de perdas ou que requerem, ao menos, uma averiguação mais atenta. Saiba como as ferramentas que fazem uso de BI podem facilitar a análise de crédito:

Agilidade e Segurança

O processo de análise de crédito ideal é aquele que ao mesmo tempo se configura como seguro e ágil, afinal o tempo de resposta é um fator que influencia diretamente na perda de boas oportunidades de negócio.

Em um processo de análise usual, coletar e analisar informações de diversas fontes demanda uma quantidade de tempo razoável. Já com ferramentas baseadas em BI,  é possível reunir todos os dados necessários para uma análise amplamente segura em uma única ação. Além disso, as informações levantadas são confrontadas com a capacidade financeira do cliente, resultando em uma análise mais completa que a convencional.

Otimização do trabalho dos analistas

Outro benefício atrelado ao Business Intelligence é a criação de diagnósticos precisos de forma fácil e intuitiva, o que viabiliza modificar e testar diversos cenários ligados à avaliação de crédito. As variáveis envolvidas no processo antigo de análise, como o caráter do cliente, sua capacidade de gestão dos compromissos assumidos e o valor do patrimônio, são facilmente combinadas ao contexto externo, resultando em um parecer seguro em relação à realização da operação. Com isso, os analistas conseguem agora avaliar um número maior de pedidos de crédito em um prazo reduzido, levando ao aumento de produtividade da empresa.

Menos riscos para a organização

Uma avaliação mais detalhada contribui diretamente para a segurança da organização. A combinação entre métodos analíticos descritivos, preditivos e estatísticos consegue identificar qual é a situação do consumidor no momento em que ele solicita o crédito, tornando a previsão de riscos mais precisa. Assim, ao apontar operações arriscadas e reduzir os índices de inadimplência, a inteligência de negócios consegue contribuir para eficiência das operações do negócio e também para o aumento da lucratividade das empresas.

E então, o que acha do uso do Business Intelligence nas operações de análise de crédito? Compartilhe conosco sua opinião!

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

Nós ligamos pra você

Consultor especializado

mais perto da sua empresa.

PRONTO!

Em breve entraremos em contato com você.