Por que o Blockchain impactará no futuro dos pagamentos
21/11/2017
Algar Tech

Por que o Blockchain impactará no futuro dos pagamentos

Com a crescente demanda de serviços e produtos oferecidos pela internet, a forma de realizar pagamentos ganhou novos parâmetros. Fazer compras pela internet já é parte da rotina de muitos consumidores em todo o mundo. No Brasil, o segmento de e-commerce vem se destacando como um dos que mais cresceram nos últimos anos, segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm).

Assim como acontece com toda inovação que desconstrói modelos tradicionais de negócios, já começam especulações sobre meios para regularizar a tecnologia no Brasil. Exemplos são a Uber, que impacta os serviços de transporte, o Airbnb os serviços de hotelaria, a Netflix a indústria de TV e, agora, o Blockchain com a promessa de revolucionar os sistemas financeiros, serviços de cartões de créditos, operações de câmaras de compensação e outros.

Lidar com pagamentos digitais traz diversas preocupações para o consumidor online, uma das principais ainda é o sigilo das informações bancárias e dados pessoais. Nesse cenário, uma página que transmita segurança e confiabilidade certamente garantirá mais vendas e menor abandono de carrinho.

A evolução tecnológica caminha rapidamente no sentido de prevenir fraudes e evitar que dados sensíveis sejam interceptados de forma indevida. É aí que surge, por exemplo, o Blockchain. Jack Dorsey, CEO do Twitter, descreve o Blockchain como a “próxima grande descoberta”, uma tecnologia que normalmente é aplicada a termos contábeis, mas tem potencial para “ser aplicado a muito mais”.

O potencial do Blockchain para os marketplaces é muito alto e pode transformar os modelos de negócios existentes, por isso, grandes e pequenas empresas têm investido seu tempo e dinheiro para melhorar a infraestrutura da indústria de pagamentos. O Blockchain baseia-se em um novo protocolo de confiança. A tecnologia torna possível transferências ágeis de valores entre usuários da plataforma, sem a necessidade de intermediários para assegurar transparência às transações.

A tecnologia tem o potencial para quebrar paradigmas, principalmente no mercado financeiro, já que estabelece uma via direta entre quem realiza as operações, inibindo taxas e intervenções de agente. O Blockchain é uma espécie de cadeia de blocos de transações seguras, que transitam pela rede em que pessoas com um interesse comum de negociação compõem esses blocos.

Uma das grandes vantagens do sistema é a capacidade de registrar o histórico completo das operações. Assim, dados detalhados dos envolvidos nas transações e validações dos blocos ficam disponíveis para os usuários. O Blockchain também permite a rastreabilidade, um novo bloco só é criado a partir de um bloco anterior com transações válidas. Assim, quando uma nova cadeia de transações surge, ela já nasce com um histórico 100% confiável, resolvendo definitivamente uma das questões mais críticas das atuais operações financeiras.

O futuro dos pagamentos digitais

Examinando mais de perto esse sistema, é possível compreender melhor as inúmeras possibilidades que ele traz para o futuro dos pagamentos digitais. Confira algumas das características do Blockchain:

Autenticação eficiente

O Blockchain permite que duas pessoas que não se conhecem transfiram dinheiro entre si sem que seja necessário um banco intermediário para garantir a legitimidade do pagamento. O próprio sistema usa criptografia avançada e lança mão de uma rede de usuários conectados (chamados de mineradores) para realizar verificações e confirmar se está tudo certo com aquela transação antes de prosseguir.

Tecnologia escalável

Ao contrário do que alguns pensam, apesar de ter surgido com os Bitcoins, a tecnologia por trás do Blockchain não está atrelada a essa ou a qualquer outra moeda digital. A expectativa do mercado é que a inovação esteja cada vez mais presente em diferentes segmentos e indústrias e revolucione todos os setores que fazem uso dos pagamentos digitais.

Aplicação do Blockchain

O sofisticado nível de autenticação e segurança somado à facilidade de implementação em outros cenários faz do Blockchain uma alternativa promissora, tanto para os setores públicos como para os privados. Muitos países e empresas já estão de olho nessa tecnologia.

Apesar de trabalhar independente de qualquer outra instituição, o Blockchain já é uma realidade nos principais bancos mundiais. Trabalhar com Bitcoin gera menores gastos e elimina custos bancários existentes atualmente, além de possibilitar a realização de transações únicas e totalmente seguras, impossível de serem forjadas. Nos últimos anos, as instituições bancárias investiram milhões de dólares nessa nova moeda.

De acordo com o Portal do Bitcoin, o Royal Bank of Canada (RBC), o maior banco do Canadá, está testando a tecnologia Blockchain para transferências de fundos do e para os EUA. O vice-presidente executivo do banco, Martin Wildberger, disse à Reuters que isso permite que o banco monitore os pagamentos em tempo real à medida que eles passam entre os bancos dos EUA e os bancos canadenses, com os benefícios adicionais de simplificar as transações e baixar os custos.

Como as aplicações do Blockchain não se resumem a operações bancárias, empresas e governos também estão investindo na tecnologia. Honduras e Grécia, por exemplo, pretendem adotar a possibilidade para criar novos sistemas de registro de terras, acabando de vez com problemas de fraude em escrituras e com a falta de regulação. A NASDAQ, segunda maior bolsa de valores do mundo, também deve implementar em breve um sistema baseado em Blockchain para registrar transações entre empresas privadas.

Quando aplicado a pagamentos internacionais, os benefícios incluem liquidação em tempo real e a alteração ou substituição de correspondência bancária tradicional – o que torna o processo mais rápido e menos oneroso.

Entusiastas acreditam que o Blockchain possa, no futuro, substituir sistemas de regulação de contratos entre partes. Isso incluiria, por exemplo, a substituição de cartórios por sistemas de Blockchain, que autenticariam documentos de forma automática. Isso mostra que a tecnologia tem tudo para se tornar o futuro dos pagamentos digitais. Com o aprimoramento da tecnologia, os níveis de segurança, que já são altíssimos, ficarão realmente impenetráveis.

O mercado financeiro também está em uma corrida para determinar o padrão desta tecnologia. O grande barato disso é que os próprios bancos estão definindo padrões, criando tecnologia e disponibilizando gratuitamente para o mercado utilizar. Exemplo disso é a JP Morgan, uma das maiores instituições do mundo, que implementou sua visão desta tecnologia e a disponibilizou com código fonte aberto para ser evoluído em conjunto com toda a comunidade mundial.

E você, já havia ouvido falar sobre Blockchain? Como acha que essa tecnologia pode afetar o futuro dos pagamentos digitais? Compartilhe conosco seu comentário e participe desta conversa.

Nós ligamos pra você

Consultor especializado

mais perto da sua empresa.

PRONTO!

Em breve entraremos em contato com você.