Chief IoT Officer: a nova era dos profissionais de TI
18/09/2017
Algar Tech

Chief IoT Officer: a nova era dos profissionais de TI

Com a crescente adoção de tecnologias de IoT nos negócios, contar com um Chief IoT Officer será fundamental para o sucesso da estratégia na organização

Nos últimos anos, o surgimento de forças disruptivas como a virtualização, Cloud Computing, Bring Your Own Device (BYOD), Big Data e Internet das Coisas (IoT) ofereceu às organizações novas possibilidades de atuação e condução dos negócios, revolucionando o modelo tradicional praticado na área até então.

Dentro deste universo de novidades tecnológicas, a responsabilidade de orientar a estratégia de IoT dentro do contexto corporativo representa um dos grandes desafios que os gestores precisam superar. Porém, ao mesmo tempo que é considerada desafiadora, essa tecnologia também possui a capacidade de transformar a forma como as empresas conduzem seus negócios, uma vez que a partir da criação de novos produtos e serviços baseados em IoT é possível inovar e oferecer experiências diferenciadas aos clientes.

Ao permitir criar um conjunto sem precedentes de novas oportunidades de mercado para organizações em praticamente todos os setores da economia, a Internet das Coisas também possibilita melhorar uma série de fatores que são essenciais aos negócios. Questões, como design de produtos e serviços, entendimento sobre o comportamento e preferências de compra dos consumidores, além da redução de custos operacionais, são alguns dos benefícios possíveis de serem alcançados pelas empresas.

Diante dessas perspectivas e a fim de adaptar ao máximo os processos centrados em IoT, as organizações estão se esforçando para criar e conduzir mudanças estratégicas relacionadas aos seus modelos de negócio. Neste sentido, contar com um profissional que esteja completamente dedicado ao trabalho de aliar a Internet das Coisas à realidade das organizações tem despontado como uma tendência dentro do contexto corporativo.

Assim, é possível que em um futuro não muito distante se torne comum a existência de um Chief Internet of Things Officer, ou Chief IoT Officer (CIoT), dentro das empresas. Mas o que é um CIoT? Quais são suas principais responsabilidades? Conheça a seguir um pouco mais sobre o perfil desse profissional de TI.

O papel do Chief IoT Officer (CIoT)

Segundo a IDC, empresa líder em inteligência de mercado, até 2020 o número de dispositivos conectados pode chegar a 32 bilhões. Além disso, mais de 35% de todos os dados gerados mundialmente poderão ser considerados úteis, graças ao crescimento das informações produzidos pela Internet das Coisas.

Para acompanhar essa demanda, que é crescente em todo o mundo, e usar esses dados gerados a favor dos negócios, as empresas precisarão contar cada vez mais com um profissional de tecnologia dedicado à gerenciar as iniciativas de IoT.

Neste contexto, surge no horizonte o conceito de Chief IoT Officer (CIoT). Capaz de desenvolver e implementar produtos e serviços conectados e que atendam às expectativas e objetivos da empresa, o CIoT é um  líder corporativo hábil e que consegue conciliar variáveis que são fundamentais para os negócios, como visão estratégica, habilidades organizacionais, conhecimento técnico e capacidade de execução.

Considerado um embaixador que defende IoT em todos os departamentos da empresa, esse profissional de TI trabalha tanto com profissionais da empresa quanto com clientes externos e busca equilibrar tecnologia, identidade dos negócios, a capacidade de inovação e a cultura da empresa em relação a esses novos processos. Por isso, entre as principais tarefas sob a responsabilidade de um Chief IoT Officer estão:

  1. Alinhamento da visão corporativa à realidade de IoT

Ao contrário de qualquer fenômeno de tecnologia anterior, a adoção com sucesso de uma estratégia de IoT implica na coordenação de todas as funções empresariais de pesquisa e desenvolvimento para atendimento e suporte. Já do ponto de vista de aplicação, essa estratégia pode ser adotada por várias razões, como melhoria da eficiência operacional, economia de custos para aperfeiçoamento da qualidade de produtos e serviços e conquistas de novas oportunidades de mercado, gerando importantes vantagens competitivas.

Portanto, neste contexto, umas das primeiras missões de um Chief IoT Officer é educar os executivos sobre as implicações comerciais da Internet das Coisas para que um planejamento realista seja definido e cumprido com sucesso.

  1. Escolha das tecnologias mais assertivas

Independentemente do alcance que se deseja atingir, identificar as tecnologias certas, e integrá-las de forma assertiva em uma implantação, é crucial para uma estratégia bem sucedida de IoT. Além de existir uma grande quantidade de alternativas tecnológicas já estabelecidas e emergentes no mercado, há também uma gama crescente de certos padrões que podem ser observados em vários setores da indústria.

Sendo assim, o CIoT precisa levar todos esses fatores em consideração e trabalhar em conjunto com outros profissionais, como o Chief Experience Officer (CXO), a fim de selecionar a tecnologia certa e coordenar o processo de implantação da mesma.

  1. Análise das implicações comerciais relacionada à Internet das Coisas

As organizações devem empregar uma abordagem reversa de designação de nichos de mercado para a adoção da Internet das Coisas. Em outras palavras, é preciso iniciar esse trabalho com um projeto piloto que tenha como foco exclusivo testar a estratégia e a tecnologia de IoT escolhida para a criação de um determinado produto ou serviço. Desse modo, Chief IoT Officer consegue minimizar o investimento inicial, diminuir os riscos potenciais e determinar de forma mais rápida como a implantação, de fato, deve ser conduzida.

  1. Colaboração em relação às novas oportunidades de negócio

A introdução e adoção desse conjunto de práticas e análises na empresa permitirá que o CIoT escale assertivamente as iniciativas de Internet das Coisas e atinja os objetivos comerciais da organização.

E você, o que acha dessa nova era dos profissionais de Internet das Coisas? Compartilhe conosco sua opinião nos comentários.

Nós ligamos pra você

Consultor especializado

mais perto da sua empresa.

PRONTO!

Em breve entraremos em contato com você.